sábado, 10 de abril de 2010

Mudança da hora

Tinha acabado de entrar o "horário de verão".
 
Na paragem do autocarro, estavam uma velhinha, a sua neta de dezoito
anos e dois fulanos conversando.
Um deles pergunta ao outro:
 
- João, que horas são?
Responde o outro:
 
- Três na nova e duas na velha!
E a velha, meia mouca, disse logo:
 
- E cinco na tua mãe, seu filho da puta!