segunda-feira, 3 de maio de 2010

Anedotinhas...

Um tipo chega a casa e apanha a mulher na cama com outro.
Aponta-lhe uma arma e leva-o para a garagem. Na bancada de ferramentas prende-lhe o sexo no torno e aperta até
o homem não a poder tirar, e deita a manivela do torno fora.
Pega num serrote e mete-o mas mãos do homem. Este assustado pergunta:
- Pra que é que eu quero o serrote?
O homem responde:
- Tu é que sabes... eu cá vou pegar fogo à garagem!


No outro dia fui a uma despedida de solteiro de um grande amigo meu.
Quando voltava para casa, fui mandado parar pela BT à entrada da cidade...
Ora eu estava num estado lastimável, quase caí ao sair de dentro do carro, e via três policias a pedirem-me para soprar o balão... Só que, felizmente, do outro lado da estrada há um camião que sobe a divisória e capota espalhando um carregamento de tijolos pela estrada toda. Vendo isto os policias começam a correr em direcção ao sinistro e mandam-me embora. E lá fui eu todo contente (grande sorte!!!). No dia seguinte a minha mãe acorda-me e diz:
- Escuta lá o que faz um carro da brigada de transito na nossa garagem?

O pai está a ver as notas do filho.                                 
- Ó  Carlinhos, o que é isto ? Só três a matemática ?               
- A  Setôra, perguntou : Quantos sâo 3x2. E eu respondi 6           
- E  está certo, meu filho !                                        
- A seguir perguntou : Quantos  sâo 2x3.                            
- F***-se! Nâo é a mesma coisa ? Disse o pai .                      
- Foi o que eu respondi à setôra !      
 
Às vezes...a boa vontade não chega!!!
Temos que contar com a ignorância dos...CHEFES!!!
 Um estagiário estava a sair do escritório quando vê o presidente da empresa em frente à máquina de destruir papéis com um documento na mão.
- Por favor - diz o presidente - isto é muito importante, e a minha secretária já saiu. Sabe como funciona esta máquina?
- Claro...é um prazer poder ajudar! - responde o estagiário. Ele liga a máquina, coloca o documento e carrega num botão.
- Excelente! Muito obrigado - agradece o presidente - eu só preciso de uma cópia...por onde sai?
 
 
Um camionista vê á beira da estrada um pequeno homem verde a chorar.
Ele pára e pergunta-lhe o que se passa:
- "Sou verde , venho de Vénus, Sou paneleiro e tenho fome"
responde-lhe o estrangeiro;
- "Bom, diz o camionista, posso dar-te uma sandes, mas para o resto, não posso fazer nada"
Ele dá-lhe a sandes e continua o seu caminho.
Um pouco mais longe, ele vê um pequeno homem vermelho, que também está a chorar.
Ele pára outra vez e pergunta-lhe o que se passa:
- "Sou vermelho, venho de Marte, sou paneleiro e tenho sede"
- "Posso dar-te uma lata de coca-cola, mas para o resto não te vou poder ajudar"
Ele dá a lata de coca-cola e continua o seu caminho...
Um pouco mais longe ele vê um pequeno homem azul.
Ele admira-se um pouco, começa a estar farto e grita:
- " Então paneleiro de merda, de que estupido planeta é que tu vens?"
E o pequeno homem responde:
- "Documentos se faz favor..."



Uma mulher foi levada às pressas para a UCI de um Hospital.
Lá chegando, teve aquela quase morte, que é uma situação pré-coma.E, neste estado, encontrou-se com Deus:
- Que é isso? - perguntou ao Criador - eu morri?
- Não, pelos meus cálculos, você morrerá daqui a 43 anos, 8 meses, 9 dias e 16 horas - respondeu o Eterno.
Ao voltar a si, sabendo quanto tempo ainda tinha de vida, resolveu ali mesmo naquela clínica, fazer uma lipoaspiração, uma plástica de restauração dos seios, plástica no rosto, no nariz, na barriga, tirou todos os excessos, ficando linda, jovial e teve alta uma semana depois.
No dia seguinte, ao atravessar uma rua, veio um veículo em alta velocidade e a atropelou, matando-a na hora. Ao encontrar-se de novo com Deus, ela perguntou:
- Puxa, Senhor Deus, eu achei que tinha mais 43 anos de vida. Porque morri? Logo depois de toda aquela despesa com cirurgias plásticas!
E Deus, aproximando-se dela e olhando-a diretamente nos olhos respondeu:
- JURO QUE NÃO TE RECONHECI!!!!!


Há que ser prático.
Um pai perguntou ao filho, o pequeno Joãozinho, agora com 10 anos, se ele sabia alguma coisa sobre as cegonhas.
- Eu não quero saber! - disse o Joãozinho desmanchando-se em lágrimas.
Confuso, o pai perguntou o que se passava.
- Oh pai,quando eu tinha 6 anos, apanhei com o discurso do "não há pai natal". Quando tinha 7 anos,apanhei com o discurso do "não há coelhinho da Páscoa". Quando tinha 8, deste-me o discurso do "não há ratinho dos dentes".Se me vais dizer agora que os adultos não fazem sexo realmente, eu não tenho mais razões para viver !!!