quarta-feira, 3 de março de 2010

20 Anos depois... a Liberdade

Uma mulher acorda durante a noite e constata que o marido não está na

cama. Veste o robe e desce para ver onde ele está.
Encontra-o na cozinha, sentado, meditativo, diante de uma taça de
café. Parece consternado, olhar fixo na chávena. Tanto mais que o vê a
limpar uma lágrima.
'O que é que se passa, querido?'
O marido levanta os olhos e pergunta-lhe solenemente: 'Lembras-te, há
20 anos, quando saímos juntos pela primeira vez? Tu tinhas apenas 16
anos.'
'Sim, lembro-me como se fosse hoje.', responde ela.
O marido faz uma pausa. As palavras custam a sair. 'Lembras-te quando
o teu pai nos surpreendeu enquanto fazíamos amor no banco de trás do
carro?
'Sim, lembro-me perfeitamente', diz a mulher sentando-se ao seu lado.
O marido continua.'Lembras-te quando ele apontou uma arma à minha
cabeça dizendo: ou casas com a minha filha, ou mando-te p'ra cadeia
por 20 anos'.
'Lembro, lembro' responde-lhe ela docemente.
Ele limpa mais uma lágrima e diz: 'Hoje sairia em Liberdade!!!