quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Casamento...

Um dia, um homem cansado da vida de casado, disse que ia ali à esquina comprar cigarros e desapareceu.
Não é força de expressão ou sentido figurado, ele disse exactamente isto:
- Vou ali à esquina comprar cigarros e já volto.
Ficou dez anos desaparecido.
Há algum tempo, reapareceu. Bateu à porta de mansinho, a mulher foi abrir e, lá estava ele: dez anos mais velho, magro, cabisbaixo, quieto, sem dizer uma palavra ...
A mulher despejou toda a revolta para cima dele:
- Seu isto! Seu aquilo! Então dizes que vais à esquina comprar cigarros e desapareces? Abandonas-me, abandonas as crianças, ficas dez anos sem dar notícias, fazes-me criar os putos sozinha e ainda tens o desplante, o acinte, a coragem de reaparecer deste jeito?
Pois vais pagar-me. Fica sabendo que vais ouvir poucas e boas. Eu nunca te vou perdoar . Estás a ouvir? Nunca! Entra, mas prepara-te para ...
Nisto, o homem dá uma palmada na testa e diz:
- Eh, pá! Esqueci-me dos fósforos... já volto!